terça-feira, 27 de setembro de 2016

Santa EDWIGES - Por que ela é a santa dos endividados

A jovem e bela Edwiges

De família rica e nobre, viveu Edwiges (Hedwigs ou Eduvigis ) na época medieval, nascendo no ano de 1174 na Bavária- estado da Alemanha que hoje tem como capital Munique, e morreu na  Silésia,  região do antigo país de Lebuska, atual Polônia.

Irmã de Inês, rainha da França e de Gertrudes, rainha da Hungria; Edwiges foi criada por seus pais como cristã e de fé fervorosa, tanto que aos 6 anos vai para um mosteiro para ser educada por monjas cristãs . 

Culta, inteligente, aos 12 anos, passa a ser duquesa da Silésia, quando com um grande dote, casa-se com o conde europeu Henrique I, o Barbudo, príncipe da Silésia  (um dos principados da Polônia medieval e atual região administrativa da Polônia), 

Edwige  tem dificuldade de ver que o marido, mesmo cristão, mal sabia alguma oração, e o leva para a igreja para construir uma família cristã. Ela exerceu fortes influências nas decisões políticas tomadas pelo marido, interferindo na elaboração de leis mais justas para o povo.

Silésia região da qual Edwige passa a
ser duquesa ao casar-se com Henrique.


Aos 13 anos é mãe, tendo ao todo 6 filhos. Entre as idas e vindas do marido nas guerras, Edwiges aproveitava para visitar a população pobre ao redor do castelo, e descobriu que os maiores problemas que as famílias enfrentavam era falta de recursos financeiros. Os lavradores deveriam pagar por suas terras, com as vendas de suas colheitas. Devido as intempérie da natureza, o mal tempo, os insetos daninhos; as colheitas nem sempre era o esperado, ficando o lavrador sem pagar suas terras aos condados, sendo preso e as famílias ficando na miséria, sem ter a quem recorrer. As mulheres precisavam, muitas vezes, se prostituir para poder dar de comer a seus filhos.

A duquesa Edwige 
ajuda os pobres.

Edwiges compadecida por isso, começou a usar sua grande riqueza que tinha recebido de seus pais como dote, para ajudar os endividados mais necessitados, conseguindo com isso tirar muitos deles da prisão e até salvar da forca, alguns que roubavam para sustentar suas famílias.

Mostrando um coração bondoso e privilegiado para sua  época, quando a pompa, o luxo desmedido e a riqueza era o que interessava entre os nobres, Edwiges se veste com simplicidade para dividir seus bens com os necessitados. Preocupada com as viúvas de guerra e seus órfãos, passou a construir com seus recursos próprios: hospitais, escolas de ofícios, igrejas, conventos e mosteiros para abrigá-los, levando seu marido a fazer o mesmo.

Edwiges constrói conventos
para viúvas e órfãos.

Após perder precocemente dois de seus filhos, e logo após seu marido, Edwiges retira-se para um convento em Trébnitz, na Polônia, onde já vivia uma de suas  filhas, Gertrudes, que era superiora.  Edwiges, no entanto, mesmo perante insistência da filha, não fez votos de pobreza, para poder continuar distribuindo sua riqueza e ajuda aos mais necessitados, embora vivendo continuamente na simplicidade (franciscana) em jejum e oração. Sua compaixão era maior ainda com os prisioneiros, os pobres e os endividados e as viúvas, aos quais sempre procurou ajudar e saldar suas dívidas, já que era muito difícil a vida no século XIII.

Edwiges embora rica,
vivia na simplicidade.

Assim, conta a história que, Edwiges, depois de viúva, principalmente, dedicava-se inteiramente ao serviço dos necessitados: protegia as viúvas e os órfãos, visitava os doentes, amparava a juventude carente, educando-a e instruindo-a na fé cristã, cuidava dos leprosos ... 

Suas predições ou “vidência” eram muito fortes, inclusive sabia o dia de sua morte.  Diz a história que Edwiges já fazia milagres em vida e estes aumentaram depois de sua morte, no ano de 1243 aos 69 anos, quando já havia perdido 5 de seus 6 filhos.

Túmulo de Santa Edwiges na Polônia.

Em 1267 comprovando seus milagres e pela vida caridosa que teve com os mais necessitados, a igreja católica a eleva a posição de santa, sendo seu corpo venerado até hoje na Polônia, tornando-se a protegida dos encarcerados, dos pobres e endividados, assim como o foi em vida.

Hoje, Santa Edwigse é venerada em grande  parte do mundo, como a protetora dos pobres, dos excluídos, dos presos e dos endividados, sendo seu dia comemorado em 16 de outubro.
_____   ***   _____

Se quer fazer alguma Oração para Santa Edwiges, o link é:
http://magiadailha.blogspot.com/2014/10/oracoes-santa-edwiges-padroeira-do.html


Pesquisado e postado por Geni Mafra Souza
Alguns sites consultados:
santuariosantaedwiges.com.br/historia-da-padroeira
www.oracoes.info/SantaEdwiges05.html
pt.wikipedia.org/wiki/Santa_Edwiges

Imagens da net

Nenhum comentário:

Postar um comentário