quarta-feira, 1 de agosto de 2012

LAVANDA, ALFAZEMA ou NARDO?

Muito já se falou e voltou a se falar sobre LAVANDA, mas antes de conhecer esta planta mais de perto,  vamos saber um pouco mais de sua incrível História...


A Lavanda/Alfazema tem sido documentada há mais 2500 anos, como erva, embora não com esse nome, mas pelo nome de nurdus, nardos, nardo ou espicanardo como era conhecida a Lavanda nos tempos antigos.

Os egípcios usavam oléos na mumificação

A erva foi utilizado para a mumificação e perfumes pelos egípcios, fenícios, e os povos da Arábia.

Os romanos chamavam a erva de lavanda que pode ter vindo do verbo latino "lavare", que significa "lavar", ou da palavra "livendulo" que significa "lívida ou azulada". Os gregos se referiam a ela como Nardus uma referência a cidade de Naardus, perto da região do rio Eufrates, na Síria.(possivelmente a moderna cidade de Dohuk, Iraque). Na Índia era chamada de nardo, parece que seria uma referência à forma de suas flores.

Maria Madalena lava os pés do Mestre com nardo.

Segundo lenda, a planta foi trazida por Adão e Eva do Jardim do Èden. Lendas à parte, a história da lavanda faz parte da Bíblia, citada aí diversas vezes; como por exemplo no “Cântico de Salomão” ou no evangelho de João 12:03 onde o escritor relata:
“Então Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, de grande preço, ungiu os pés de Jesus, e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do bálsamo”.

Alguns historiadores afirmam que "este nardo da Bíblia, se trata de outra planta", uma delicada valerianácea asiática, encontrada na China, na Índia e no Japão, e que é uma  espécie rara; encontrada nativa só nas montanhas do Himalaia e cultivada no Nepal, daí também o alto valor de seu óleo.

Theophrastus
Os gregos aprenderam a usar a lavanda com os egípcios, que além de usarem como perfume pessoal e nas mumificações, usavam também ungir a cabeça com o óleo desta planta. O filósofo/botânico grego Theophrastus (370-286 A.C.) um dos mais importantes botânico da antiguidade, escreveu sobre as qualidades de cura de perfumes em seu livro "Sobre Odores". 

O filósofo grego Diógenes (404-323 a.C.) preferia ungir os pés para que o perfume subisse por todo o corpo.

Os egípcios eram famosos no uso de perfumes.

Anacreonte (563- 478 a.C.) famoso poeta lírico grego, recomendava ungir os seios e o peito com lavanda, por serem estes a sede do coração, fazendo assim uma ligação da Lavanda com o amor.  

Muitas mulheres, segundo a Bíblia, ou escritos apócrifos antigos, utilizavam-se do óleo da nardo (ou lavanda) para a sedução; foi o caso de Judith; que salvou a cidade de Jerusalém; Cleópatra que a usou para seduzir Julio César e Marco Antônio, e ainda a famosa rainha de Sabá ao se encontrar com o Rei Salomão.

O primeiro registro escrito de cura usando lavanda parece ser a do grego Dioscórides (50-70 d.C), médico e botânico, que coletava plantas medicinais de todo o Mediterrâneo. 

De Matéria Médica -Dioscórides

O grego Dioscórides  descreveu as plantas coletadas por todo lugar onde passava e forneceu informações sobre os seus usos médicos em um trabalho de 5 volumes, intitulado "De Materia Medica". 

Outro escritor grego e enciclopedista, que destacou os benefícios da lavanda para ajudar pessoas, foi Plínio, o velho.

O soldado/médico Dioscórides juntando ervas para cura
dos soldados e para sua pesquisa

 Sabemos que os antigos romanos reconheciam a lavanda como erva de cura, de qualidades anti-sépticas, por sua utilidade como repelente de insetos. Usavam ainda os óleos de lavanda para tomar banho, cozinhar e perfumar. Um de seus mais famosos óleos perfumados era Nardinum, que incluiu lavanda.  

Os soldados romanos levavam lavanda com eles para tratar as feridas de guerra.  Nas casas, as Lavanda eram espalhados pelo chão para perfumar o ar, fumigar quartos doentes e como incenso para cerimônias religiosas.
Avicena grande sábio árabe.
 
        A  Lavanda chegou a Espanha, trazida pelos árabes  no séc. sete VII, e daí espalha-se 
       pela Europa.

        A planta aparece como sendo usada para cura, no século onze XI, em "O Livro da Cura" 
        do ilustre médico e filósofo árabe - Avivena. Sua obra foi tão importante que foi usada por
        mais de 4 séculos.

         Na Idade da Trevas - Idade Média - foi graças aos mosteiros  que as lavandas continuaram
         a ser estudadas e plantadas.

Mosteiro - FR - Plantações de Lavanda -
 Fotos de Olinda Hagemeir -Ctba-PR




Quando Henry VIII dissolveu os mosteiros na Inglaterra, é que a lavanda passa por um renascimento, porque volta para os jardins domésticos.  
 As pessoas passam a usar a lavanda em tudo: no chão da casa, entre lençóis; penduradas nas camas; nas paredes...plantadas perto das lavanderias onde as roupas, postas a secar, absorviam o suave perfume  das plantas.
 
O "chic"chá inglês de Lavanda.

        A rainha Elisabeth, tinha grande simpatia pela lavanda; além de usá-la na forma de perfume,
        tinha como hábito usar da lavanda também como chá, para aliviar crises de enxaqueca.

        Foi  a própria rainha quem incentivou a criação de grandes plantações de lavanda no país.

        No Renascimento, a lavanda na França foi considerado como uma proteção eficaz e segura,
        em muitos tipos de infecção.


As famosas fazendas de Lavanda.


 Fabricantes de luvas foram licenciadas para lançar seus produtos com perfume de lavanda, e as pessoas que as usavam, pareciam escapar da cólera. Em virtude disso, na grande peste de 1665, os preços subiram.

Assim é que no século 17, a lavanda é usada como uma erva que “cura tudo”.
  
Na Era Vitoriana, a Rainha Victoria; uma grande entusiasta do uso de lavanda; usa e incentiva o uso de Lavanda “para tudo”, levando seu uso excessivo a perda de sua popularidade no início do século 20.

O Perfumista trabalhando nas essencias.

Ainda no século XX, René-Maurice Gattefossé, um perfumista francês, trabalhava em seu laboratório quando sofreu uma grave queimadura.  Tratou com a substância que tinha mais próximo à mão - óleo de lavanda. Ele notou que, a dor parou, amenizou o inchaço, a ferida curou mais rápido, sem infecção e com menos cicatrizes do que o esperado. Isso o levou a pesquisa óleos aromáticos e suas propriedades curativas. 

Gattefossé - e a descoberta da Cura com a Lavanda.

Como resultado, em 1937 ,Gattefossé publicou um livro sobre suas descobertas - Aromathérapie: Les OLEOS essenciais hormônios Végétales. Traduzido para o inglês, estava criado o termo: Aromaterapia.


O Lilás da Lavanda - um tom que
encanta a maioria!
  
Hoje a Lavanda/Alfazema tem uma série de utilidades. É usada para: induzir o sono, aliviar o stress e a depressão. É usado também como um chá; para fazer compressas de curativos para feridas; para aliviar o congestionamento nos seios; aplicada na testa para dores de cabeça, ressaca, tensão, cansaço e exaustão; como óleo em primeiros socorros para queimaduras e cortes.


Embora a Lavanda seja uma fragrância única produzido pela combinação de 180 diferentes constituintes; efeitos ainda mais benéficos, pode-se conseguir com a combinação de lavanda com outros óleos essenciais, pois por ser um óleo versátil, a lavanda combina com a maioria dos outros óleos (na dúvida sobre óleos essenciais, consulte um especialista em aromaterapia, terapeuta ou naturólogo).

Foto cedida pela fotógrafa Olinda Hagemeir Ctba
- Campos de Lavanda da Provença-França




Lavandas nativas são encontradas nas Ilhas Canárias, norte e oeste da África, sul da Europa e no Mediterrâneo, Arábia e Índia.

A Provence, na França, é hoje a maior região do mundo produtora de Lavanda.

Outros produtores:Grã-Bretanha (em especial a Inglaterra), Canadá, Espanha, Holanda, China, Bélgica, Bulgária, Itália, Rússia, Austrália, Alemanha, Argentina, Egito, Iugoslávia, Japão, Tasmânia e EUA  


Fot. Campos da França-
Olinda Hagemeir-Ctba-PR
Quando você vê um campo de Lavanda, pensa que é  muita Lavanda, certo?

Mas você tem idéia de quantos quilos de flores precisa para produzir apenas um quilo de óleo essencial de lavanda?

Conforme a época, são necessários de 100 a 200 kg
de Lavanda para produzir 1 kg de óleo.
Pois são necessários de 150 a 200 quilos de flores, para a produção de 1 kg deste óleo essencial que cada vez mais, encanta, cura e apaixona pessoas pelo mundo todo!
_____   ***   _____

Dos meus conhecimentos, apostilas, cursos

PRICE, Shirley - Guia Prático de Aromaterapia: como usar óleos essenciais para ter saúde e vitalidade - Edições Siciliano, SP, 2º edição, 1989.

FRANCO, Lilington Lobo, As Sensacionais 50 Plantas Medicinais; Editor"O Naturalista", Curitiba, PR, 1996.

Imagens Net
Três imagens foram cedidas, gentilmente, pela fotógrafa de Curitiba, Olinda Hagemeir, que as tirou "in loco", (junho/julho 2012)  nos campos da Provença FR, a quem agradeço. Mais imagens dela no endereço:
olindahagemeier.wordpress.com

Outros bons sites sobre o assunto:
http://www.lavenderenchantment.com/History_Lore/history.htm http://www.auracacia.com/auracacia/aclearn/features/lavender4.html
pt.wikipedia.org/wiki/Avicena
thevoiceofhealth.info/pt/993082

Para ler sobre Utilidades e Propriedades do Óleo de Lavanda, clic:

13 comentários:

  1. Parabéns pelo blog, amei! realmente a lavanda é fascinante!
    sou Elisabeth parth e trabalho com produtos naturais a grande maioria com óleos essenciais de lavanda, eu tenho feito muitas pesquisas mas o teu texto foi o mais informativo e interessante que eu achei e gostaria de posta-lo na minha pagina do facebook tudo creditado,claro. Queria saber se você se incomoda?
    grata! se quiser dar uma olhada na pagina é http://www.facebook.com/pages/Bamboozazen/121385968019890 nos trabalhamos e moramos em curitiba mas nossos bambus -uma das nossas matérias primas- vem de ai de floripa!

    ResponderExcluir
  2. Olá Elisabeth,

    Prazer ter você em meu blog e obrigada pelo comentário e elogio; isso nos dá força para seguir pesquisando e postando sabendo que estamos sendo útili e agradando à outros!
    Claro que não me incomodo de você usar o que gostou, fico até envaidecida e grata! Uma das fotos aí postada é de uma cliente e amiga de Curitiba que, após fazer o Reiki mestre foi visitar os campos de Lavanda "in loco", antigo sonho que ela tinha, e me cedeu algumas fotos.
    Já fiz alguns bons trabalhos em Curitiba.
    Vou olhar com certeza sua página. Apareça mais vezes, será um prazer tê-la aqui.
    Abraços fraternos de PAZ, LUZ, SUCESSO, ABUNDÂNCIA, PROSPERIDADE e ALEGRIAS em sua vida e em seu trabalho que deve ser maravilhoso!
    Gení Mafra

    ResponderExcluir
  3. Olá adorei o blog, quero Plantar lavandas em minha chácara, para usar como cenário para ensaios fotográficos, quero saber onde comprar as mudas, e quais espécies existem no Brasil
    E-MAIL voceconsegue@bol.com.br, site www.voceconsegue.net. Obrigada Josefa Schimit.

    ResponderExcluir
  4. Olá Josefa,

    Obrigada por acessar o blog e pelos comentários, eles nos incentivam a continuar, estudar, pesquisar, postar...
    Não sou profunda conhecedora das espécies do Brasil mas há sites especializados nisso.
    Vc não me disse onde mora, então o que posso te dizer é que, aqui em Floripa-SC- onde moro, encontra-se mudas nas floriculturas maiores, ex. aqui na SC470 que leva as praias do norte da ilha, há diversas floricultura com imensa varidade de mudas: a Primavera é a maior, e uma delas... eles vendem. Penso que em sua cidade deve ser também nas floriculturas que trabalham com jardinagem, não só com flores de corte.
    Sei que não respondi a contendo mas espero ter clareado um pouco...
    Ah! e tem sites que até vendem pela própria net...
    Apareça mais vezes, será um prazer tê-la aqui!
    Abçs de PAZ, LUZ, CURAS e SABEDORIA de todos os Santos Seres!
    Gení

    ResponderExcluir
  5. adorei a materia,amo o cheiro e gostaria de saber onde aqui em portugal poderia encontra oleo de alfazema para comprar,por me ajudem obrigada e tenham uma otma tarde.

    ResponderExcluir
  6. Olá vc de Portugual que escreveu em 27-11

    Obrigada por acessar o blog Mafia da Ilha e pelo elogio ao mesmo...
    Bom, como resido no Brasil, aqui achamos o óleo nas farmácias de manipulaçáo, nas Homeopáticas, em casa de produtos naturais, de artesanatos ou de presentes...Em Portugual deve ser igual...
    Tenha excelente fim de semn na PAZ, LUZ e ALEGRIAS dos Anjos e dos Santos Seres.
    Abçs
    Gení

    ResponderExcluir
  7. Oi Geni!

    Geni, que belíssimo artigo você escreveu, valiosíssimo, repleto de conhecimento e detalhes, e ainda desenvolvido tão bem. Adoro artigos completos.

    Parabéns! Volto aqui no teu blog mais vezes, com certeza!

    Obrigada pelo artigo e grande abraço

    Cristiana

    ResponderExcluir
  8. Olá Cristiana,

    Obrigada pela visita e pelo comentário "elogioso"...estes nos ajudam a pesquisar e postar mais assuntos de interesse de muitos.
    Apareça mais vezes sim, será um prazer sua visita!
    Abçs fraternos de Paz, Luz, Curas e Alegrias!
    Gení

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi (de novo :P) Gení!

      Então, sabe que eu andei procurando mais sobre o nardo e em muitos artigos ele se apresenta como uma planta diferente das espécies de lavanda? Vou te mostrar o link de um outro blog que postou uma matéria sobre o nardo: http://oleosaromaticos.blogspot.com.br/2013/01/nardo.html
      Vi também uma indústria que vende óleo de nardo e de lavanda como produtos distintos (a Laszlo). Queria muito desvendar esse "mistério", hahaha... Acho que vou mandar um e-mail pra Laszlo e ver o que eles falam. Aí divido contigo.
      Boas Festas, abração!
      Cristiana

      Excluir
  9. Amei seu blog. Essa matéria sobre lavanda principalmente.
    Amo lavanda desde sempre e ano passado tive a oportunidade de conhecer a Provence e poder desfrutar do perfume e energia desta magnifica planta. Grata pelo seu blog
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Olá Ritinha,

    Grata por acessar o blog MAGIA da ILHA e, especialmente, pelo comentário "elogioso" hehehe
    Posto as coisas que gosto e de certa forma, aquilo que poderá ajudar a outros... Que bom que já conheceu Provence...eu ainda não! Quem sabe possa ir no próximo ano... Ma, qdo estive na França, ano retrasado, vi que o perfume é inebriante...o que as nossas no Brasil não tem...
    Um abraço fraternos à você Ritinha e, fique hoje e sempre, na Paz, Luz, Curas e Alegrias dos Santos Seres com um gostoso e suave cheirinho de Lavanda!
    Apareça mais vezes, será um prazer!
    Gení

    ResponderExcluir
  11. Grata pelo carinho da acolhida . Vou visitá-la sempre com certeza.
    Tenho um blog também, não sei mexer muito rsrsrs mas coloco algumas coisas que leio , pesquiso . http//ritinha-sonhosderita.blogspot.com . bjos

    ResponderExcluir
  12. Oi Ritinha,

    Querida eu é que agradeço sua chegada aqui e...sua volta! Quem retorna é porque gostou!
    Fui ver seu blog: um mimo! Lindo, delicado. Também irei lá mais vezes. Também eu não entendo tanto de Net, mas vamos levando!
    Um grande abraço e que os Seres de Luz continuem de iluminando...
    Gení

    ResponderExcluir