quinta-feira, 7 de abril de 2016

* - SÃO PEDRO, o apóstolo escolhido - 29-6 - *

Discípulo de Jesus nascido em Betsaida, Galiléia, século I a.C. vivendo até cerca de 67 d.C., Roma. Foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, como está escrito no Novo Testamento.

Simão - Pedro, 
o apóstolo

Ficou conhecido como o Príncipe dos Apóstolos e tido como fundador da Igreja Cristã em Roma, sendo considerado pela Igreja Católica como seu primeiro Papa.
Filho de Jonas e irmão do apóstolo André, seu nome original era Simão e na época de seu encontro com Cristo,  morava em Cafarnaum com a família da mulher (Lc 4,38-39).

Pedro, o escolhido pelo Mestre.

Pescador, tal como os apóstolos Tiago e João, trabalhava com o irmão e o pai e foi apresentado a Jesus por seu irmão, em Betânia, onde tinha ido conhecer o Cristo, por indicação de João Batista.
Pedro teria conhecido Jesus quando este lhe pediu que utilizasse uma das suas barcas, de forma a poder pregar a uma multidão de gente que o queria ouvir.
Pedro, que estava a lavar redes com São Tiago e João, seus sócios, concedeu-lhe o lugar na barca que foi afastada um pouco da margem.

Pedro oferece sua barca a Jesus.

No final da pregação, Jesus disse a Simão que fosse pescar de novo com as redes em águas mais profundas. Pedro disse-lhe que tentara em vão pescar durante toda a noite e nada conseguira mas, em atenção ao seu pedido, fá-lo-ia. O resultado foi uma pescaria de tal monta que as redes iam rebentando, sendo necessária a ajuda da barca dos seus dois sócios, que também quase se afundava puxando os peixes.

Jesus, os apóstolos, 
e o milagre da pesca

Numa atitude de humildade e espanto Pedro prostrou-se perante Jesus e disse para que se afastasse dele, já que é um pecador. Jesus encorajou-o, então, a segui-lo, dizendo que o tornará "pescador de homens". Pedro, a partir daí, torna-se seu mais fiel seguidor.

Pedro prostrado diante de Jesus

 Pedro, o primeiro
O que leva Jesus a considerá-lo o primeiro entre seus seguidores, encontra-se respondido nos evangelhos: foi o primeiro a perceber em Jesus o filho de Deus.
Toda a primeira parte do Evangelho gira em torno da pergunta: quem é Jesus? Simão foi o primeiro dos discípulos a responder essa pergunta: Jesus é o filho de Deus. É esse acontecimento que leva Jesus a chamá-lo de Pedro.

Simão torna-se Pedro

Encontramos o relato do evento no Evangelho de São Mateus, 16:13-19: Jesus pergunta aos seus discípulos (depois de se informar do que sobre ele corria entre o povo): "E vós, quem pensais que sou eu?".

"Tu és Pedro e sobre esta pedra
edificarei a minha igreja"
Simão Pedro, respondendo, disse: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Jesus respondeu-lhe: “Bem-aventurado és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi carne ou sangue que te revelaram isso, e sim Meu Pai que está nos céus. Também Eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei Minha Igreja, e as portas do Hades nunca prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus e o que ligares na terra será ligado nos céus. E o que desligares na terra será desligado nos céus” (Mt 16, 16:19).

Pedro também nega Jesus

Pedro participou dos mais importante milagres do Mestre sobre a terra. Teve, também, seus momentos controvertidos, como quando usou a espada para defender Jesus e na passagem da tripla negação, e de consagração, pois foi a ele que Cristo apareceu pela primeira vez depois de ressuscitar.

São Pedro e São Paulo

Encontrou-se com São Paulo, ou Paulo de Tarso, em Jerusalém, e apoiou a iniciativa deste, de incluir os não judeus na fé cristã, sem obrigá-los a participarem dos rituais de iniciação judaica. Após esse encontro, foi preso por ordem do rei Agripa I, encaminhado à Roma durante o reinado de Nero, onde passou a viver.
São Pedro em Roma.

 Em Roma fundou e presidiu à comunidade cristã, base da Igreja Católica Romana e, por isso, segundo a tradição, foi executado por ordem do imperador, no mesmo ano de Paulo e pelo mesmo motivo, mas em ocasiões diferentes.

A cruxificação do apóstolo

Condenado à morte, São Pedro foi, como o divino Mestre, cruelmente açoitado e em seguida levado à colina vaticana para ser crucificado. São Pedro pediu aos algozes que o pregassem na cruz com a cabeça para baixo, porque se achava indigno de morrer como o "Divino Mestre".

Basílica de São Pedro-Vaticano

No lugar do suplício foi mais tarde edificada a  Basílica de  São Pedro, no Vaticano,  onde se encontra seu túmulo, o qual foi descoberto em 1950 após anos de meticulosa investigação, sendo autenticado por muitos historiadores. É festejado no dia 29 de junho, junto com São Paulo.
_____  ***  _____

Compilado por geni mafra Souza
Fontes principais
pt.wikipedia.org/wiki/São_Pedro
www.paginaoriente.com/.../pedro2906papa.htm
www.dec.ufcg.edu.br/biografias/SaoPedro.html
Imagens net deste e de outros sites

Nenhum comentário:

Postar um comentário