sábado, 18 de fevereiro de 2017

A CURA pelos SOLFEJOS ou Entonação Justa - Ouvindo os Sons que “Curam” - 6ª parte


Se quer ler a 5ª parte da Cura pelo SOM - Entonação Justa - clic:

Trabalhadores de Luz e os Solfejos

“Nós, como Trabalhadores Espirituais da Luz, fazemo-nos acessíveis neste momento, por determinação divina, para estar aqui a fim de ajudar aqueles humanos que escolhem ficar ou ir.  Aqueles que optaram por permanecer, entrarão em nossas vidas e nós já concordamos em ajudá-los.

Trabalhadores da Luz se Reconhecem.

É tudo sobre ajudar outras pessoas. Não é para ser seu Curador, mas para ajudá-los a saber quem eles são, e se conectar com sua verdadeira origem. Trata-se de fornecer um ambiente de não-julgamento, um espaço sagrado, com a finalidade de se curarem.

Devemos estar continuamente ensinando (e aprendendo) ao mesmo tempo em que apoiamos as pessoas. O velho paradigma nos ensina a manter a informação entre os profissionais. O novo paradigma consiste, em compartilhar as informações, e autorizar o cliente a fazê-lo também.... Com qualquer terapia  que você trabalhe - quer se trate de Reiki ou Massagem, seja utilizando diapasões ou outras modalidades - deve sentir que você o habilitou para que possa estender esta informação para outra pessoa”.

As Frequências Solfejos promovem
 CURAS, realmente!

*E como falamos anteriormente, em essência, quase todas as músicas que ouvimos hoje nas rádios e que é vendido em lojas, seja rock, jazz, soul ou clássica, é atonal e contra produtivo, em comparação com os incríveis poderes de transformação dos tons  Solfejo. Nossa música moderna é, literalmente, em mal-estar para o corpo humano.

As Frequências Solfejos,
alinham nossos Chakras.

Cada uma das seis frequências, correspondem a cada Solfejo, não são só uma nota sobre a escala de tons, mas a um ciclo por segundo em número Hz - a freqüência, e de uma cor específica, e, finalmente, a um determinado chakra no corpo.”

“...O tom de frequência 528 Hz, que é associado à cor verde, que, por sua vez, está relacionado com o chakra do coração. É a terceira nota da escala e se relaciona com a nota "MI" na escala e deriva da frase "gestorum MI-ra", em latim significa "milagre".

VERDE é a COR da CURA do CORAÇÃO!

A frequência de 528 hz é conhecido como o "528 Milagre", porque tem a capacidade notável para curar e reparo do DNA dentro do corpo, e é a frequência exata que tem sido usado por bioquímicos na genética. Verde, é claro, é a cor principal da nossa Mãe Terra, pois nosso planeta vibra com a frequência do amor ou do coração.* (*4 parágrafos últimos, foram aqui, inseridos, retirados do site: curaeascensão)

INSTRUÇÕES para OUVIR os TONS SOLFEJOS ORIGINAIS:

-  Encontre um lugar calmo onde você não será perturbado.
-  A utilização de fones de ouvido estéreo, para as frequências Solfejo, é altamente recomendada. Quanto melhor a qualidade dos fones de ouvido, melhor o resultado que você receberá.
-  É importante que você se concentre no jogo tonal do Solfejo. Deixe ele estar onde você focaliza sua atenção.

Fones de ouvidos são
melhores para os Sons de Cura.

- À  medida que você  começa a ouvir as frequências, você poderá apresentar sintomas como:
°  dores de cabeça,
° tontura
° contrações musculares do corpo
°  náusea...

Não se assuste. Isso é perfeitamente normal! Os tons estão removendo bloqueios energéticos de seu corpo, de modo que no seu campo eletromagnético, harmônico, natural,  possa fazer fluir mais energias para as áreas mais necessitadas do corpo. 

Ilusão auditiva poderá aparecer....

Para obter resultados, escolha e ouça qualquer versão das frequências Solfejo pelo menos uma vez por dia.(melhor é ouvir no máximo,  uma ou duas de cada vez, durante o tempo necessário).

*Os melhores resultados acontecem após um período de seis semanas ouvindo os tons diariamente.

Você pode ouvir os tons quantas vezes quiser por dia, eles só irão beneficiá-lo. Desde que você execute a rotina, Uma Vez por Dia, durante Seis Semanas, você vai começar a ver resultados...

Lembre-se: que as frequências Solfejo não são uma cura milagrosa. De maneira alguma, você deve substituir o medicamento prescrito, ou qualquer outra forma de tratamento, sem antes consultar o seu médico. 

Permita que as Frequências
 trabalhem em Você!

*As frequências de Solfejo são uma ferramenta adicional que podem ajudá-lo em condições médicas, mas não devem, de forma alguma, ser a principal fonte de substituição, sem o consentimento do médico.
Veremos As Seis Solfejos e a utilidade cada um deles...

UT -   396 Hz - Liberta da culpa e o medo
RE -   417 Hz - Desfaz Situações  e facilita as mudanças
MI -    528 Hz -Transformação e Milagres. Reparo do 

                           DNA.
FA -    639 Hz - Conexão/Relacionamentos
SOL - 741 Hz - Expressão/Soluções
LA -    852 Hz - Despertar da Intuição

UT - 396 Hz - Liberando a Culpa e o Medo. Ajuda- nos a nos Libertarmos dos padrões emocionais.


RE - 417 Hz - Desfaz situações, facilitando as Mudanças. Auxilia na quebra de Padrões Emocionais Cristalizados.


MI - 528 Hz - Transformação e Milagres. Promove o reparo do DNA, conectando todos os filamentos. Propicia a abertura das glândulas Pineal e Hipófise (terceiro-olho), nos traz Tranquilidade, já que aumenta a epinefrina, serotonina e melatonina, mas ao mesmo tempo, no final, nos dá Energia para o estudo, concentração, memorização e para  tocarmos nossos Projetos de Vida! Nos conecta a Dimensões Superiores de Amor, Abundância e Prosperidade


FA - 639 Hz - Conexão/Relacionamentos. Ajuda a promover a conexão dos relacionamentos.


SOL - 741 Hz - Expressão/Soluções. Aumenta a Intuição, ao Saber não linear.


LA - 852 Hz - Despertar da Intuição. Frequência do puro amor incondicional. Promove o retorno a Ordem Espiritual.


_____   ***   _____

Para ouvir, aqui no blog, mais Frequências que Curam, na 7ª parte vá:
http://magiadailha.blogspot.com/2017/02/selecoes-de-mais-solfejos-que-curam.html

Postado por Gení Mafra Souza
Mensagem escrita por Brad Johnson
Traduzido por Anjo de Luz do original:
Tradutor Thiago Freitas

Com enxerto dos sites:

Vídeos Youtube


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

CARNAVAL - Um Pouco de História


Por mais que se pesquise, a história do início do carnaval se perdeu no tempo, porém temos alguns indícios de como esta festa popular pode ter começado, segundo a maioria dos autores que estudam o tema.

Os Pagãos já promoviam festas há mais de 4 mil anos,
semelhantes aos "carnavais" de hoje.

Há mais de 4 mil anos ( nos meados de 600 a 520 a.C.) antes de Cristo, os Pagãos promoviam festas onde as pessoas pintavam os rostos, dançavam e bebiam ao redor de fogueiras, para comemorar as colheitas ou para celebrar acontecimentos religiosos. No Egito já era hábito se fantasiar com máscaras e adereços e pintar o corpo para cultuar Osíris e Ísis pelo recuo das águas do Nilo, para semear o trigo; na Grécia as honras eram para Dionísio, deus de vinho e da loucura e para Momo, deus do sarcasmo e do delírio.

Pã (Lupércio em Roma) era o 
deus dos bosques, na mitologia grega.

Em Roma, que adotou diversas divindades gregas, a festa era para Júpiter – o deus dos deuses; Carna, a deusa romana da saúde e da sobrevivência; para Pã (deus dos bosques) para Baco (do vinho) e também para Momo, em festivais chamados de Lupercais e Bacanais ou Dionísicas.

As celebrações eram feitas com sacrifícios de animais (e até de humanos, como era feito com o Momo), bebidas e comidas em excessos, onde a nudez pública e sexo desenfreado foram sendo incorporados.
Não havia nenhuma punição nos três dias de festas, até que o Momo, fosse sacrificado em honra a Saturno na festa chamada Saturnália, que anunciava o fim do inverno e a volta do sol.

Lupercais, Bacanais ou Dionísicas e
Saturnálias, eram festas romanas.

Assim, três dias eram de total permissividade e, depois, a tristeza e a morte (do momo, que morria de verdade!) no quarto dia (o que pode também ter dado origem à atual quarta-feira de cinzas).

Em meados de fevereiro, também havia um festival romano do "pão, da fornalha" e da vegetação: a Fornacália que festejava a primavera e o renascer da natureza. No início era uma comemoração de caráter religioso, mas depois essa festa degenerou para orgia.

As orgias nas festas romanas

Provavelmente, foram esses tipos de celebrações que deram origem ao carnaval.

Os egípcios, os gregos e os romanos estavam crentes que homenageavam seus deuses, mas na verdade, adquiriam autoridade para roubar, matar e destruir, nestes dias de festas, inclusive com a anuência de autoridades como no século VI a.C., Pisístrato, o tirano de Atenas, passou a homenagear Dionísioconstruindo um templo na Acrópole, o teatro Dionísio, que abrigaria concursos de peças cômicas ou dramáticas.  Depois os romanos, também tiveram a complacência de César, 100 a.C.-44 a.C., quando permitia a escolha do melhor soldado para ser o “Rei Momo”, mesmo que este fosse, depois das festas, sacrificado.

Os grandes festivais romanos.

A Igreja também deu sua aprovação pois, não podendo acabar com as festas pagãs, a igreja católica resolve oficializá-la- do século VI d.C. até o século XVIII d.C.-incorporando-a no seu calendário, provavelmente, também para poder cobrar com mais rigor, os quarenta dias de penitência e jejum durante a Quaresma.  
 
O Rei Momo, aquele que
Comanda as festas de Carnaval.

A Palavra “Carnaval”

Para a palavra Carnaval, também existem divergências entre os estudiosos:
a) Pode ter-se originado de CARRUM NAVALIS, os carros navais que faziam a abertura das Dionisías Gregas nos séculos VII e VI a.C.;
b) ou viria de KANE ou KARTH ou "lugar santo " (isto é comunidade pagã, os deuses e seus seguidores) e de VAL ou WAL ou morto, assassinado, quer dizer procissão dos deuses mortos, uma espécie de procissão de almas errantes do purgatório identificada desde o século XI;
c) Pode ter também sido dado em função das Festas em homenagens a deusa romana Carna, já que ela representava a realidade carnal da existência humana
d) outra explicação seria que entre os ano de 590 - 604 d.C., o papa Gregório I definiu que, num período do ano, os fiéis deveriam se dedicar exclusivamente às questões espirituais. Seriam 40 dias em que se deveria evitar sexo, carnes vermelhas e festas, até mesmo das diversões, como circo ou teatro.

*  Em 1138, a irmandade católica resolve implantar a Semana Santa e definiu as datas oficiais da chamada 'Quaresma', e o primeiro dia dela se chamaria ‘quarta-feira de cinzas’.
 
O Início do Carnaval.

Aconteceu que os dias antes dessa quarta-feira começaram a ser de intenso consumo de carnes, bebidas e de festa. “As ruas enchiam-se de gente fazendo tudo aquilo que não se devia ou não se podia fazer durante o resto do ano. A esse período deu-se o nome de ‘adeus à carne’, “tirar a carne” ou ‘carne vale’ em italiano, que, depois, passou a ser ‘carnevale’-“carnaval”

Assim a palavra "carnaval" ficou, relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão "carnis valles", que, acabou por formar a palavra "carnaval", sendo que "carnis" em latim significa carne e "valles" significa prazeres.

Famoso Carnaval em Veneza- Itália.

DATA

Pelo calendário gregoriano, o domingo de Páscoa ocorre, no primeiro domingo após a primeira lua cheia que se verificar a partir do equinócio da primavera (no hemisfério norte) ou do equinócio do outono (no hemisfério sul), e a sexta-feira da Paixão é a que antecede o Domingo de Páscoa, então a terça-feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa (quarenta dias de Quaresma e mais a Semana Santa). 

* Todos os feriados eclesiásticos são calculados em função da data da Páscoa, com exceção do Natal.

A beleza do carnaval veneziano.

Curiosidades

O baile de máscaras foi introduzido pelo papa Paulo II, no século XV, em pleno Renascimento, mas ganhou força e tradição no século seguinte, por causa do sucesso da Commedia dell'Arte - uma forma de teatro popular improvisado, que começou na Itália, se desenvolveu depois na França e que se manteve popular até o século 18. E é neste século que aparecem três grandes personagens do carnaval: a Colombina, o Pierrô e o Arlequim que tem origem nesta Comédia Italiana.

O Arlequim, o Pierrô e a Colombina.

Na Europa um dos principais rituais de Carnaval foi o Entrudo. A palavra entrudo vem do latim e significa início, começo, a abertura da Quaresma. Existe desde 590 d.C., quando o carnaval cristão foi oficializado. O povo comemorava comendo e bebendo para compensar o jejum. Mas, aos poucos, o ritual foi se tornando bruto e grosseiro e o máximo de sua violência e falta de respeito aconteceu em Portugal, nos séculos XVII e XVIII. As pessoas atiravam água suja e ovos, das janelas dos sobrados e balcões. Nas ruas havia guerra de laranjas podres e restos de comida e se cometia todo tipo de abusos e atrocidades.

Entrudo - Abertura da Quaresma.

Carnaval no Brasil

O carnaval não veio com os escravos como muitos pensam. A origem aqui se deve ao entrudo português que chegou com as caravelas da colonização (1641). Recebeu também influências das mascaradas italianas, e somente no século XX é que recebeu elementos africanos.

Entrudo no Brasil Antigo.

Entrudo: Era uma festa cheia de inconveniências da qual participavam tanto os escravos quanto as famílias brancas. Após intervenções e advertências da Igreja Católica, os banhos de água suja foram sendo substituídos por limões de cheiro, esferas de cera com água perfumada ou água de rosas. Esses frascos deram origem ao lança-perfume, de origem francesa.

As lindas máscaras de Veneza - Itália.

Criado em 1885, os lança-perfumes chegam ao Brasil nos primeiros anos do século XX. Para substituir as grosserias do entrudo, vieram as guerras de flores, de papel e os carros alegóricos. As máscaras e fantasias começaram a aparecer na primeira metade do século XIX, por influência da moda européia, especialmente de Paris e de Veneza.

Antigo convite para o Carnaval.

O primeiro baile de máscaras do Brasil foi realizado pelo Hotel Itália, no Largo do Rocio, RJ em 1840, pelos proprietários italianos, com muito sucesso. Dos salões, os bailes transferiram-se aos teatros, animados principalmente pelo ritmo da polca - primeiro gênero a ser adotado como música carnavalesca no Brasil - e depois, envolvidos pelo som da quadrilha, da valsa, do tango, do "cake walk", do "charleston" e do maxixe. Até então, esses ritmos eram executados apenas em versão instrumental.

Carnavais no Rio Antigo - RJ - BR.

Por volta de 1880 os bailes passaram a incluir a versão cantada, entoada pelos coros. 
Em 1899, Inspirada pela cadência rítmica dos ranchos e cordões, surge a primeira música feita exclusivamente para o carnaval: a marchinha, "Ó Abre Alas", composta pela maestrina Chiquinha Gonzaga. As marchinhas reinaram até a década de 60 quando são substituídas pelo samba.

Foliões de carro, no Brasil, na década 20- 30.


Na chegada do século XX surgiu o Corso: em desfile caminhões e carros abertos, com ou sem decoração, carregam foliões pela recém inaugurada Av. Central, no Rio de Janeiro.

E surge o Samba brasileiro.

No bairro do Estácio (RJ) foi onde surgiu o ritmo que iria dar um novo tom ao Carnaval, e viria a se consagrar como uma das marcas registradas da música brasileira: o SAMBA.

1920 - As primeiras escolas de samba no Brasil

As Escolas de Samba

O carnaval de rua se consolida no Rio nas primeiras décadas do século XX. Sociedades desfilam seus enredos com fantasias em carros alegóricos. Os blocos aparecem como diversão da população dos subúrbios e dos morros. Junta-se isso tudo e em 1920 aparecem as escolas de samba.

Os famosos bonecos de Olinda - PE - BR

O Carnaval no Brasil hoje

Por ter na sua origem a influência de muitos povos, com costumes e tradições diferentes, é que o carnaval no Brasil assumiu muitas particularidades, evidentes nas diversas regiões, tornando-se um dos carnavais mais famosos do mundo, atraindo milhares de pessoas de todos os continentes.


As concorridas escolas de samba 
do Rio - RJ - BR.
_____  ***  _____

Pesquisado e Compilado por Geni Mafra Souza.
Terapeuta, Taróloga, jogo também para aconselhamento:
Runas e Tarô de Florais de Bach; Mestre Reiki,
e facilitadora de Renascimento pela Respiração. 


Fontes Bibliográficas:
FERREIRA, Felipe. O livro de ouro do carnaval brasileiro. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005.
ARAÚJO, Hiram. Carnaval: seis milênios de história. Rio de Janeiro: Gryphus, 2003.
MORAES, Eneida de. História do carnaval carioca. Rio de Janeiro: Record, (1958) 1987.
BAKHTIN, Mikhail. A Cultura Popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. Tradução de Yara Frateschi Vieira. São Paulo/Brasília: Hucitec/EditoraUniversidade de Brasília, 2008.
MATTA, Roberto da. Carnavais, Malandros e Heróis. 4ª edição; Rio de Janeiro: Zahar Editores S.A; 1997.
FAUR, Mirella. O Anuário da Grande Mãe, 2ª edição, São Paulo, Gaia, 2001..

Fontes na Net:
www.areliquia.com.br/Artigos%20Anteriores/57HistCarn.htm
pt.wikipedia.org/wiki/Carnaval
pt.wikipedia.org/wiki/Pã_(mitologia)
opiniaoenoticia.com.br/cultura/historia-do-carnaval-no-mundo/
www.brasilfolclore.hpg.ig.com.br/carnaval.htm
revistadocambuci.net/.../266-conheca-a-verdadeira-origem-do-carna...

Imagens Net.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

DIAS MÁGICOS de FEVEREIRO - 2ª quinzena

Esclareço que estas comemorações fazem parte da cultura de algum povo, em alguma época e estão historicamente, segundo JUNG, no Inconsciente Coletivo...Sendo assim, relembrar é não deixar morrer a história, os costumes, a cultura, as tradições populares ou a crença de nossos antepassados!




Revendo:
Fevereiro é um mês propicio a reconfirmação do caminho espiritual e as iniciações. Antes de preparar qualquer cerimônia, ritual ou trabalho, recomenda-se a purificação do ambiente, uma desintoxicação física e uma limpeza espiritual pessoal.


Ametista e Salgueiro - pedra e árvore
do mês de Fevereiro.

Árvore do mês:- Salgueiro (conhecido por chorão)
Pedra:- Ametista
Deusas:- Brighid, Juno Februa, Afrodite, Selene, Diana, Carista, Hygéia, e as deusas da terra.
O lema do mês de Fevereiro é:
"Busque o Equilíbrio em sua vida,
 mesmo se passar por experiências dolorosas"


As Valquírias nórdicas.

Dia 16 de fevereiro - Celebra-se Victória.
Celebração de Victoria, a deusa romana das vitórias nos combates. Na mitologia nórdica, eram as Valquírias que decidiam as vitórias.
Ritual:- Com o auxílio dos quatro elementos peça a essas deusas que o auxiliem a conseguir uma promoção no emprego; aumento de salário; ganhos judiciários ou vitórias em embates. Queime mentalmente a imagem de qualquer obstáculo ou fracasso em sua vida. Sopre as cinzas ao vento. Agradeça!

Forcanália - festival romano da Primavera.

Dia 17 de Fevereiro - Forcanália ; nascimento de Kali; morte de Giordano Bruno pela Inquisição Romana.
Festival romano do "pão, da fornalha"e da vegetação. A Fornacália festejava a primavera e o renascer da natureza. No início era uma comemoração de caráter religioso, mas depois essa festa degenerou para orgia. Provavelmente, foi esse tipo de celebração que deu origem ao carnaval.

Para Ler um pouco da História do Pão: http://magiadailha.blogspot.com/2009/08/pao-alquimia-magia-ou-milagre.html
Na mitologia Hindu comemora-se o nascimento de Kali, a deusa da morte e da destruição.


Giordano Bruno - 1548 - 1600 - Itália

Também hoje na Itália, à 417 anos atrás, era morto aos 52 anos pela Inquisição romana, uma triste página da História da Humanidade,  uma "das cabeças mais brilhantes" da época  do Renascimento - Giordano Bruno - filósofo, teólogo, escritor, astrônomo, matemático, frei dominicano... que foi condenado e queimado vivo por suas ideias "avançadas para a época!"
Últimas palavras dele aos inquisidores: "Talvez sintam maior temor ao pronunciar esta sentença do que eu ao ouvi-la".


Bernardete e a aparição da Virgem.

Dia 18  - Dia de Santa Bernardete, e da deusa da fertilidade: Spandaramet.  
Hoje, pela igreja católica, dia de Santa Bernardete de Soubirous, a menina extremamente pobre e ignorante a quem Nossa Senhora de  Lourdes apareceu, no ano de 1858, na França.
Ritual:- Ore a Virgem de Lourdes e a Santa Bernardete que intercedam pela PAZ no Mundo, tão abalada, no Oriente Médio especialmente!

Mesmo dentro de um pequeno Apartamento
você pode ter uma pequena horta.

Dia 18, ainda, dia da festa persa das mulheres cultivadoras, celebrando a deusa da fertilidade-Spandaramet. 
Ritual:- Hoje escolha algumas sementes, ou pequenas mudas de plantas ou ervas que você gosta, plante-as com carinho para que elas cresçam junto com seus projetos, se a planta se desenvolver bem, seus projetos darão certo, caso contrário, precisará fazer alguns ajuste ou, quem sabe, trocar de projeto.

Dia das Sereias - rainhas das Águas.

Dia 19 - dia da Sereia Nina. 
Segundo a lenda, Minerva deusa romana da Sabedoria e da Justiça, nasceu neste dia. Celebração da deusa sumeia Nina, rainha das águas; um dos aspectos de Inanna; representada com corpo de mulher e cauda de peixe (sereia) também comemorada pelos celtas como Moruadh.


Tácita-deusa romana do Silêncio!

Dia 20 - DIA da deusa TÁCITA.
Deusa romana do silêncio e da virtude, Tácita protege-nos contra as forças negativas da inveja e do ódio. 
Ritual:- Acenda uma vela escura em um lugar bem silencioso e peça a Tácita que afaste de você toda inveja, fofoca, falsos amigos e más intenções.

Pequena fada gaulesa Nanny Blue

Dia 21 - Noite de NANNY BLUE
Essa pequena fada de Gales pode trazer mensagens reveladoras e avisos importantes através dos sonhos. 
Ritual:- Durma com um carretel de linha azul ao lado da cama e chame Nanny Blue três vezes antes de se deitar.

A deusa Concórdia - 
obra de Nicolas POUSSIN (FR-1594-1665)


Dia 22- festival Charestia
Dedicado a deusa Caristia ou Concórdia, comemorando a harmonia e a reconciliação entre as pessoas; cultuada pelos gregos com o nome de Ececheria. Durante os jogos olímpicos, ela era especialmente homenageada para que a Paz fosse mantida.

Hoje, abrace seu irmão; seus amigos.

Agora sabemos cientificamente que, num abraço de 20 segundos, há um efeito terapêutico sobre o corpo e a mente. Produz-se um hormônio "ocitocina", também conhecido como o "hormônio do Amor". Este hormônio, tem muitos benefícios sobre nossa saúde física e mental e, ajuda-nos a relaxar, a nos sentirmos seguro e a calmar nossos medos e ansiedade.




Ritual:- Hoje, de coração, sinceramente, ABRACE as pessoas que você gosta!  Inspire-se nesta antiga comemoração e harmonize-se com seus familiares e amigos, esquecendo mágoas, ressentimentos, perdoando as falhas e superando desavenças.

Pedras da terminália, 
fronteiras da Roma antiga

Dia 23 - Festival de TERMINÁLIA - 
Términus é o deus romano protetor das fronteiras e nesse festival, o chefe da família abençoava as pedras que demarcavam suas propriedades.
Hoje:-  Lave um cristal (lilás, branco, rosa...) com água e sal grosso, depois passe em água pura, seque e coloque-o em sua porta de entrada. O cristal irá ajudar a proteger seu lar das influências negativas, absorvendo-as. Por isso, de tempos em tempos, lave-o em água com sal grosso novamente e ou passe-o no sol.

As mágicas e antigas fontes de pedidos.
                                   
 Dia 24 - Dia da FONTE - 2017 sexta-feira de Carnaval.
As fontes, que voltam a moda hoje, sempre foram um símbolo do princípio feminino e são grandes detentoras de poder mágico. 
Ritual:- Neste dia, jogue uma moeda em uma fonte ou poço e faça um pedido, mesmo que sua fonte seja pequena. Ou monte sua fonte num prato, de vidro, de preferência, coloque alguns cristais, junte água e algumas moedas e, faça seu pedido!

As pequenas e lindas fontes 
estão de volta...

Neste ano, 2017, ainda é sexta-feira de CARNAVAL, começam as "Folias de Momo",  a maior festa pública no Brasil e comemorado em diversas partes do mundo. Se quiser ler um pouco sobre a História do Carnaval: http://magiadailha.blogspot.com/2012/02/carnavalum-pouco-de-historia.html


Sexta de Carnaval ou Folia de Momo!

Dia 25 - Dia de NUT
Nut é a deusa egípcia do céu, guardiã das estrelas. 
Ritual:- Nesta noite, olhe para o céu e escolha uma estrela. Fixe seu olhar e faça um pedido. Dessa forma, Nut pode ouvir seu desejo e ajudá-la (o) a realizar.

Nut, a deusa egípcia das estrelas.
 
Dia 26 - Dia de HYGÉIA.
Dia de Hygéia ( donde se originou a palavra Higiene) era deusa dedicada a Cura e a Prevenção de doenças; era Filha do deus da Medicina, Esculápio.  Originária do norte da África, foi adotada pelos romanos. Outra antiga deusa romana da Cura era Angitia, a padroeira das curandeiras, benzedeiras e parteiras que a invocavam no uso das ervas "mágicas".
Ritual:- Hoje invoque Hygéia e Angitia para que as ajudem a CUIDAR melhor de Si, da saúde de todos os seus corpos.

Hygéia ajuda o pai-
Esculápio deus da medicina

 Ou faça um encantamento antigo como um Ritual: 
- Escreva o nome de sua doença, ou seus sintomas, num papel verde (cor da Cura) Dobre-o e enterre sob uma planta pedindo a Mãe Terra que transmute todo o mal. Se a planta morrer agradeça-a e coloque outra no lugar.

Aproveite o dia e faça uma reavaliação do seu estado de saúde e de seus hábitos: alimentares, mentais e emocionais. Assuma um compromisso de cuidar melhor de si mesmo.

Gally Bird, pássaro azul da Irlanda

Dia 27 - Dia de GALLY BIRD e da Ansiã.
Originário da Irlanda, Gally Bird é um pássaro azul da alegria que vive no mundo das fadas. 
(Daí vem o ditado de qdo a pessoa está muito alegre, perguntar-se se viu o passarinho azul...) Hoje, ele visita nosso mundo trazendo prosperidade e boa sorte. 
Ritual:-Para atrair o Pássaro Azul da Alegria, coloque treze grãos de milho (ou outro grão) no batente da janela.

Dia de reverenciar e ouvir a ansiã.

Hoje também dia da ansiã, um dos aspectos da deusa tríplice, detentora da Sabedoria. Que tal hoje conversar com a pessoa mais idosa da família; do seu circulo de amigos; ou visitar um asilo, uma casa de idosos e ouvir e ver o que essas sabias mulheres tem para ensinar...


Alho como proteção da casa.

Dia 28 de Fevereiro - Ritual de Purificação - Último dia do mês em 2017.
Fevereiro é o mês da purificação. 
Ritual:- No último ou penúltimo (para os anos bissextos) dia do mês, coloque uma cabeça de alho em cada uma das janelas de sua casa para protegê-la(o) durante os meses que se aproximam, ou uma réstia de alho ou cebola na cozinha. O normal é não  usa-los como alimento, se você colocar com a Intenção de atrair energias densas, senão estará interiorizando estas energias...Dali a algum tempo enterre. A terra se encarregará de transmutar tudo! Se usar só como decoração, não tem problema, pode fazer uso deles na alimentação.

Brighid- A deusa 
da Cura e das Águas.

Dia 29 de fevereiro ( para os anos bissextos)
Segundo antiga lenda irlandesa, neste dia as mulheres podiam propor casamento aos homens. Dia dedicado a deusa Brighid, a deusa das águas que curam; que faz as águas dos rios correrem; deusa dos animais.
_____  ***  _____


Pesquisado e compilado por gení mafra souza

Fontes de pesquisa:
-  FAUR, Mirella - O Anuário da Grande Mãe- editora Gaia, 2º edição, 2001, São Paulo, SP.
-  Calendário Wicca, ed. Pensamento, diversas edições, São Paulo, SP.
- Almanaque do Pensamento, ed.Pensamento/Cultrix Ltda, diversos edições, São Paulo, SP

Com o auxílio dos sites:

Imagens deste e de outros sites da net