sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

* - A HISTÓRIA do NATAL - *

A palavra "natal" ou "nātālis" do latim, derivada do verbo 'nāscor' (nāsceris, nāscī, nātus sum) que tem sentido de nascer. (wikipédia)

Nasce o "menino" tão esperado!

O Natal, que representa o nascimento de Jesus; o Salvador; é a maior festa entre os cristãos.

No entanto, a data do real nascimento de Cristo não se sabe. O que se sabe é que o nascimento de Jesus se deu por volta de dois anos antes da morte do Rei Herodes. Especula-se também porque tenha sido fixada no dia 25 de dezembro. Uma das mais fortes correntes explica que, como os pagãos consideravam e festejavam o Solstício ou a entrada do inverno por esta data, é que tenha sido aí fixado o Natal, como forma de combater o paganismo.

Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, também do ponto de vista cronológico, já que marca o ano 01 da nossa História.


José e Maria viajaram por causa do recenseamento.
  
Segundo a Bíblia, antes do nascimento de Jesus, o imperador Augusto decretou que todos os habitantes do Império fossem se recensear, cada um à sua cidade natal. Isso obrigou José a viajar de Nazaré (na Galileia) até Belém (na Judeia), a fim de registar-se com Maria, sua esposa.

Não havia lugar para José e Maria em Belém.

A viagem de Nazaré a Belém - distância de uns 150 km - deveria ter sido muito cansativa para Maria que estava em adiantado estado de gravidez. Enquanto estavam em Belém, Maria teve o seu filho primogénito. Envolveu-o em faixas de panos e o deitou em uma manjedoura, porque não havia lugar disponível para eles no alojamento.

Maria envolve o "pequeno" em panos.

 (Lucas 2:4-8). Lucas diz que no dia do nascimento de Jesus, os pastores estavam no campo guardando seus rebanhos "durante as vigílias da noite". Os rebanhos saíam para os campos em Março e recolhiam nos princípios de Novembro; portanto outra evidência de que Jesus não nasceu em dezembro.

Os pastores estavam no campo com os rebanhos...

A vaca e o jumento junto da manjedoura conforme representado nos presépios, resulta de uma simbologia inspirada em Isaías 1:3 que diz: "O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não têm conhecimento, o meu povo não entende".


Todos vinham louvar "o menino"

Não há nenhuma informação fidedigna que prove que havia animais junto do recém-nascido Jesus. A menção de "um boi e de um jumento na gruta" deve-se também a alguns Evangelhos Apócrifos; como também é nestes evangelhos a descrição maior sobre os “Reis Magos”.

A Estrela

Os reis Magos que seguiram a Estrela.

Após o nascimento de Jesus em Belém, ainda governava a Judeia o Rei Herodes, chegaram "do Oriente a Jerusalém uns magos guiados por uma estrela ou um objecto controverso que, segundo a descrição do Evangelho de Mateus, "anunciou o nascimento de Jesus e levou os Reis Magos ao local onde este se encontrava. " A natureza real da Estrela de Belém é alvo de discussão.

Eram Reis, Magos ou Astrológos?

Os Reis Magos

Reis Magos ou Magos na tradição cristã, são personagens que teriam visitado Jesus logo após o seu nascimento, trazendo-lhe presentes. Foram mencionados apenas no Evangelho de Mateus, onde se afirma que teriam vindo "do leste" para venerar o Cristo, "nascido Rei dos Judeus".


A Bíblia fala pouco sobre eles.

Uma estrela, conta o evangelho, os precedia e parou por sobre onde estava o menino Jesus. "E vendo a estrela, alegraram-se eles com grande e intenso júbilo" (Mt 2, 10).

Deduz-se terem sido 3 magos, em vista dos 3 tipos de presentes: o Ouro- representando a Realeza; o Incenso ( Olíbano) representando o sacerdócio; e a Mirra a Imortalidede

Os nomes de Gaspar, Melchior e Baltazar constam apenas dos Evangelhos Apócrifos.

Gaspar que significa “Aquele que vai inspecionar”;  Melquior quer dizer: “Meu Rei é Luz”, e Baltasar se traduz por “Deus manifesta o Rei”.
 

Gaspar-Baltazar e Melchior


_____  ***  _____ 

 
Pesquisado e compilado por geni mafra souza.
Além de consultar na Bíblia, foram consultados os sites:

Imagens destes e de outros sites da Net

Terapeuta: Geni Mafra Souza
Joga Tarô Terapêutico, Runas, I Ching e
Tarô de Florais de Bach para aconselhamento.
Mestre Reiki - Aplica Reiki com Cura Prânica
Cristais e Táquions.
Instrutora de Reiki Usui Tradicional.
Faz Escalda-pés com Reflexologia
Trabalha com Argiloterapia
Facilitadora de Renascimento pela 
Respiração Conectada e Consciente - 
Praticante de EMF Balancing Technique® - 
Técnica de Balanceamento da Malha Eletromagnética (I-VIII).

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

**- A História do Natal - 2ª parte - OS SÍMBOLOS-**


Carvalho-Árvore mística dos antigos Celtas.

A Árvore de Natal

Antes de Cristo, já se consideravam as árvores como um símbolo divino, tanto que rituais eram realizados aos pés (ou no alto) de frondosas árvores, em clareiras nas florestas, pelos antigos celtas que tinham no Carvalho sua árvore mística.

O pinheiro-da-escócia (Pinus sylvestris), ou
pinho-de-riga, é uma espécie originária da Europa.

As versões para a árvore de natal são muitas...Nas vésperas do solstício de inverno, os povos pagãos da região dos países bálticos cortavam pinheiros, levavam para seus lares e os enfeitavam de forma muito semelhante ao que se fazem nas atuais árvores de Natal. Essa tradição passou aos povos Germânicos. Assim, a  primeira árvore de Natal, parece ter  sido decorada em Riga, na Letónia, em 1510.

 
Antigas Árvores de Natal montadas
nas mesas e a noite eram acesas velas.
 

Mas esta não é a única história para o início da  árvore de natal, embora a maioria delas indicam a Alemanha como país de origem. Uma das mais populares e fortes versões, atribui a sua criação a Martinho Lutero (1483-1546), autor da Reforma Protestante do século XI. 


Árvore de Natal da Idade Média.

 Na semana de Natal, Lutero faz uma caminhada noturna pelos bosques para contemplar a noite.  Olhando para o céu através de uns pinheiros que cercavam a trilha, viu-o intensamente estrelado parecendo-lhe um colar de diamantes encimando a copa das árvores. Lutero resolveu tomar um galho do pinheiro e reproduzir o que havia visto. Para representar melhor, colocou velas nas pontas do pinheiro mostrando  como deveria ser o céu na noite do nascimento de Cristo. Nesta versão, nascia assim a primeira árvore de Natal.

 

E os Pastores vinham "Adorá-lo"

O Presépio

A tradição católica diz que o presépio surgiu em 1223, quando São Francisco de Assis quis celebrar o Natal de um modo o mais realista possível e, com a permissão do Papa, montou um presépio de palha, com uma imagem do Menino Jesus, da Virgem Maria e de José, juntamente com um boi e um jumento vivos e vários outros animais. Nesse cenário, foi celebrada a Missa de Natal.

Em todas as religiões cristãs, é consensual que o Presépio é o único símbolo do Natal de Jesus verdadeiramente inspirado nos Evangelhos.


Na Humildade nascia um "REI"...

O Advento

O Advento (do latim Adventus: "chegada", do verbo Advenire: "chegar a") é o primeiro tempo que antecede o Natal. Para os cristãos, é um tempo de preparação e alegria, de expectativa, onde os fiéis, esperando o Nascimento de Jesus Cristo, vivem o arrependimento e promovem a fraternidade e a Paz. No calendário religioso este tempo corresponde às quatro semanas (quatro domingos) que antecedem o Natal.


A "espera de Maria" é também a nossa.

O Advento recorda a dimensão histórica da salvação, e nos insere no caráter missionário da vinda de Cristo.

A coroa de Advento

A coroa está formada por uma grande quantidade de símbolos:
Sua forma é circular porque o círculo não tem princípio, nem fim. É sinal do amor de Deus que é eterno. O círculo também nos dá  uma idéia de “elo”, de união entre Deus e as pessoas, como uma grande “Aliança”.


A Coroa do Advento - ALIANÇA

As Ramas Verdes

Verde é a cor da esperança e da vida. O Pinheiro é árvore símbolo porque os ramos dos pinheiros permanecem verdes apesar dos rigorosos invernos, assim como os cristãos devem manter fé e a esperança apesar das tribulações da vida.


O Pinheiro, pela sua resistência,
 é um dos símbolos do Natal.

As Quatro Velas

As quatro velas da Coroa representam, cada uma delas, uma das quatro semanas do Advento, simbolizam a LUZ que veio ao mundo com o nascimento de Cristo. “O Povo que andava na escuridão, viu uma forte LUZ; a Luz brilhou sobre os que viviam nas trevas” (ISAÍAS 9,1).

Os Anjos

São aqueles que “avisaram” aos pastores do nascimento do “menino” e o Louvaram.


Em sonho, os Anjos os avisaram

Os Sinos

Anunciaram o grande acontecimento e nos chamam para “adoração”do “menino-rei”, em respeito ao chamado divino. Representam a comunicação entre o céu e a terra.

 A Estrela

É um dos grandes símbolos do evento, pois foi quem avisou e conduziu os reis Magos até onde tinha nascido o "menino". Por isso tem posição de destaque no Presépio ou nas Árvores de Natal.


A Estrela é o destaque nas Árvores de Natal.

Presentes

A idéia de dar ou trocar presentes está relacionada, entre outros motivos, a São Nicolau e aos Reis Magos (Mateus 2,11) “Quando entraram na casa, viram o menino com Maria. Ajoelharam-se...depois abriram seus cofres e lhe ofereceram como presentes: ouro, incenso e mirra.”


Os Reis Magos e os Presentes.

Papai Noel

Papai Noel (português brasileiro) ou Pai Natal (português europeu) ("Noël" é natal em francês) é uma figura lendária que, em muitas culturas ocidentais, traz presentes aos lares.(wikipédia)

Parece ter sido inspirado em São Nicolau Taumaturgo, arcebispo de Mira na Turquia, no século IV.

São Nicolau- Arcebispo de Mira -
o primeiro Papai Noel?

Nicolau costumava ajudar, anonimamente, quem estivesse em dificuldades financeiras. Colocava o saco com moedas de ouro a ser ofertado na chaminé das casas. Foi declarado santo depois que muitos milagres lhe foram atribuídos. Sua transformação em símbolo natalino aconteceu na Alemanha e daí correu o mundo inteiro.
Até chegar ao que conhecemos hoje, a lendária figura de Noel passou por diversas transformações.


As transformações do Papai Noel.


Então, o que deduzimos de tudo isso é que, não importa a data certa ou tudo que se especule e se diga a respeito do Natal, há uma verdade que é incontestável: Jesus Nasceu!


NASCEU a "LUZ do MUNDO"!

Na alegria de todas as luzes, de todas as festas e presentes, de todas as cores; que não nos percamos no meio disso tudo; que possamos trazer as Luzes do Natal para dentro de nosso coração e deixarmos que o CRISTO Verdadeiro também Renasça Dentro de Nós, pois como já dizia, no século XVII, o grande filósofo e sábio Baruch Spinoza

“Não me procures fora! Não me acharás. Procura-me dentro... pois é aí que estou...”

Que "ELE" Renasça no 
Coração de Todos Nós!

_____  ***  _____

Para ler a Verdade sobre a História do Natal, clic: http://magiadailha.blogspot.com/2011/12/historia-do-natal.html


Pesquisado e Compilado por Geni Mafra Souza

Além da Bíblia, foram consultados os sites:
www.presentedenatal.com.br/historia_natal.htm
 www.suapesquisa.com/historiadonatal.htm
Imagens destes e de outros sites da Net

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

O MUNDO GIRA e ACONTECE O SOLSTÍCIO ...

A Roda vai girar mais uma vez, em
21/12 vamos no preparar???

E...o mundo gira para o solstício
e a entrada do Sol no signo de Capricórnio.

No Hemisf  SUL(HS)  Solstício de VERÃO - Litha  
no Hemisf. NORTE(HN) Solstício de INVERNO -  Yule;

Científicamente falando...

 Na ASTRONOMIA, SOLSTÍCIO é o momento em que o Sol, durante seu movimento aparente na esfera celeste, atinge o seu maior afastamento em latitude, da linha do equador.


Solstício de dezembro e solstício de junho

Explicado melhor:

SOLSTÍCIOS: pontos da elíptica em que o Sol atinge as posições máxima e mínima de altura em relação ao equador; isto é; pontos em que a declinação do Sol atinge extremos: máxima no solstício de Verão e mínima no solstício de Inverno.

Mostrando o solstício e o equinócio

A palavra de origem latina Solstício (Solstitium) está associada à ideia de que o Sol ficaria estacionário, ao atingir a sua posição mais alta ou mais baixa no céu.

Para crianças menores podemos dizer que:

Solstício tem a ver com o movimento da Terra sobre o Sol. Quando a Terra está mais perto do Sol, estamos no Inverno, pois ha mais evaporação de água e logo mais precipitação ( chuvas); quando está mais longe, é Verão. Depois temos as estações intermédias.

O Inverno e o Verão

Os solstícios ocorrem duas vezes por ano: em 21 de dezembro e em 21 de junho mais ou menos, já que os solstícios (como os equinócios) não são datas fixas devido à órbita elíptica da Terra.
 As datas nas quais ocorrem os solstícios não dividem o ano em um número igual de dias, apresentando assim uma variação no calendário.

Os Solstícios dão-se quando o sol mantém a sua maior elevação, seu brilho mais intenso; na noite mais longa e no dia mais longo.


Quando o solstício ocorre no inverno (HN) significa que esse dia é o menor do ano e a noite é a mais longa, que os antigos chamavam YULE.

Quando ocorre no verão (HS) significa que é o maior dia e a menor noite do ano, chamavam LITHA.

Assim é que nós, do HS estamos entrando no Veráo -Litha (para os antigos) que dá-se  as 20h e 04min  (hora de Brasília) os dias tornam-se claramente mais longos, e é o tempo de trazer a fertilidade e afastar a escuridão. Talvez seja a época de maior alegria em toda a Roda, uma vez que o se vive na plenitude do poder e da abundância. Luz e calor trazem o pico de energia traduzido num ritual de fogo e de vida.

Leia as comemorações de Litha-Verão no endereço: http://magiadailha.blogspot.com/2011/12/comemorando-verao-ou-litha-hs.html


A roda das estações e seus nomes
nas antigas tradições

No Inverno, para o qual o pessoal do Hemisfério Norte (HN) esta entrando no dia 21 de dezembro de 2014, as 20h04 min (hora de Brasília) os dias tornam-se claramente mais curtos, e é a época do ano de menor força no ciclo anual. É tempo de Recolhimento, de frio, de Meditação; depois disso passamos  ao equinócio da Primavera. 

Para ler as comemorações de Inverno - Yule leia:
http://magiadailha.blogspot.com/2010/06/comemorando-o-inverno-ou-yule-hs-e.html


A roda do ano segundo "os antigos"

A respeito da Roda do Ano, Mario Martinez- Alto Sacerdote Wicca - Tradição Gardneriana diz:

"Temos a certeza de que eram práticas muito antigas, embora alguns autores afirmem que os celtas não comemoravam os solstícios e equinócios. Entretanto, apesar de tais argumentos, sabemos que determinadas tumbas celtas estão orientadas para receberem os primeiros raios solares no solstício de verão, e que por toda a Europa, o ano dividia-se de acordo com o início do verão e o início do inverno."

 Vejamos então como os solstícios eram comemorados...

SOLSTÍCIO E AS DIFERENTES CULTURAS

O Solstício de Verão era conhecido como o “Nascimento do Sol” desde a era mais remota e festejado por todos os povos no hemisfério norte, que é também o de maior população (maiores massas continentais).

Este acontecimento astronômico era muito importante visto marcar o início do novo ciclo do Sol sobre a Terra, com dias cada vez maiores e mais quentes até ao novo retorno.


O sol como figura principal dos antigos calendários

A esta data associavam-se rituais ou festas muito importantes. Por exemplo:

- As civilizações mais antigas consideravam o Sol como sendo o filho da luz, a luz para eles representava Deus em vida.

O Sol "invicto"
- Entre os druídas, o solstício era comemorado como o dia da fertilidade e muitas mulheres tentavam engravidar nesse dia.

- Nos povos asiáticos, o solstício era representado por um velho de barbas brancas e roupagem vermelha e branca. Esse ser representava Deus na Terra e os asiáticos acreditavam que esse Deus encarnado trazia para a humanidade o seu filho sol.

- Os Egípcios festejavam o solstício com rituais de magia que envolviam o cultivo de sementes.

- Os Indianos festejavam-no transcendendo os corpos em rituais dimensionais mágicos.


Calendário Maya
- Entre os povos das Américas no hemisfério Sul, os Incas mais antigos e os indígenas, comemoravam o Solstício de Inverno no dia 21 de Junho e o Solstício de Verão no dia 21 de Dezembro.

Os Maias elaboraram um calendário perfeito usando o solstício como o início do ciclo do sol e da lua na Terra.
_____   ***   _____

Se quer fazer uma Meditação no Solstício, veja no endereço:

_____   * * *  _____

Pesquisado e compilados por Geni Mafra Souza
Fontes:
- De meus estudos, livros e conhecimentos
e com auxílio dos autores e sites:
Mario Martinez_sacerdote Gardneriano    br.geocities.com/.../artigo5
universopuro.blogspot.com/2008/07/biblia-das-bruxas.html
amigadasfadas.multiply.com
anunnya.blogspot.com
Observatório Astronómico de Lisboa
http://www.uranometrianova.pro.br/
www.cosmobrain.com.br/.../estacoes
www.zenite.nu/02/1-estacao.php

Imagens da net






COMEMORANDO VERÃO ou LITHA (HS)

No eco da infinita vibração do Cosmos, a Mãe-Terra faz sua dança e a Natureza, apesar de tudo, Cumpre Seu Rítmo.

 Em 21/12/2014, entramos no segundo Solstícios do ano. O dia mais longo e a noite mais curta do ano, convida a todos “ do SUL”(HS) a avivar o fogo do espírito e deixar que o dia de maior incidência de LUZ do ano, ilumine seus caminhos, seus pensamentos e seu coração.


21/12/2014-Solstício de Verão (HS)

*Se você não tem tempo, ou não pode ou esquecer de comemorar o Solstício no dia 21, não se preocupe, segundo algumas tradições temos 7 dias para fazê-lo: 3 dias antes da mudança, no dia e três dias depois, portanto neste solstício seria: do dia 18 ao dia 24 de dezembro para realizarmos o que quisermos...para ler mais sobre solstício acesse:
http://magiadailha.blogspot.com/2010/06/o-mundo-gira-e-acontece-o-solsticio.html

COMEMORAÇÕES do VERÃO

VERÃO ou Litha

A palavra verão procede do latim. Antigamente o ano era dividido em apenas duas estações básicas: "ver, veris" - o bom tempo, a estação da floração e da frutificação; e " hiems" (ou hibernus tempus), o mau tempo, a estação da chuva e do frio.
Aos poucos, o grande período englobado pelo nome "ver" começou a ser subdividido em três: (1) o princípio da boa estação, denominado de primo vere (mais tarde prima vera); (2) a segunda parte do "ver" , o veranum tempus, de onde resultou o nosso vocábulo verão: e (3) a última parte do "ver", o aestivum, de onde veio o nosso vocábulo estio.

As coloridas flores do verão.

O Sol incide perpendicularmente ao Trópico de Capricórnio, caracterizando a estação quente ou verão (HS)

O nome Litha é relativamente moderno e provavelmente é derivado da palavra saxona que significa "o oposto de Yule".
A vida resplandece luz, mais luz do que qualquer outro dia do ano, mesmo que onde você se encontre, o céu esteja encoberto pelas nuvens, ainda assim há Luz; e nesse dia o Sol ficará mais tempo iluminando a Terra, pois esse é o dia, mais longo do ano.

A vegetação está mais exuberante, as flores mais coloridas, é um dia mágico por excelência; e o mais propício para praticar simpatias ou magias, exatamente pela carga de energia derramada sobre a Terra.

Colha Ervas e Flores para a Cura.

Colher ervas de cura e mesmo de alimentação, no amanhecer do dia seguinte, depois que secar o orvalho, é uma das práticas de Litha.

A noite do dia do Solstício do Verão propicia sonhos premonitórios e via de regra, o que se sonha nessa noite acontece, por isso é que meditamos no que queremos conhecer antes de adormecer.

Ainda nessa noite, é possível com mais facilidade, encontrar as fadas, geralmente lá pela madrugada, pois elas atravessam o "véu" que separa os nossos mundos nessa linda noite.

Medite, nestes dias, 
sobre o mundo das Fadas.

  Esse é um tempo do fogo, mas também da água, o Fogo representando o deus e a Água, representando a deusa, as duas faces do Grande Mistério, e assim tomar banho de cachoeiras, fontes, rios ou mesmo banhos de imersão com ervas colhidas nesse dia, é um costume antigo, e esses maravilhosos banhos são condutores de curas milagrosas.

Nessa noite usa-se fogueiras para a purificação, tanto para queimar antigos amuletos e problemas, como também usa-se o caldeirão cheio de água para representar a prosperidade da Deusa.

No Solstício do Verão, a alma está vivendo a idade adulta, a responsabilidade.

Comemore o solstício de Verão como uma
época de sua entrada na vida adulta.
 
Agora estamos em plena luz, depende de nós, portanto, encontrar as respostas que nos revelarão o caminho da nossa felicidade pessoal.
 
São tempos para realizar rituais que vicejam prodigamente na estação, quando a vida é mais fácil e há tantas horas de luz diurna que podemos realizar todas as nossas tarefas com tempo de sobra para repousar e divertirmos.

No Verão dá tempo pra Tudo...

É uma época de férias e de grandes festivais ao ar livre, para dormir, cozinhar e comer a céu aberto. É uma época que nos faz recordar nossa infância, cheia de brincadeiras, uma época para buscarmos nossa criança interior e nos esquecermos de nossos aborrecimentos cotidianos.

Para Melhor Viver o VERÃO/ LITHA: 

Girassol - um dos símbolos do Verão.
 
As cores desse dia são as do Sol: amarelo, laranja e vermelho, mas também o azul, o branco e o verde.

As ervas para se queimar  e incensar ou ainda fazer chás: são a sálvia, a samambaia, a salsa, sabugueiro, artemísia, pinho, erva-de-são-joão, tomilho selvagem .

As comidas não podiam ser diferentes:
- frutas frescas como: Laranjas, limões, abacate, abacaxi, maçãs, pêssegos, bananas, carambolas; salada de frutas; salada de três feijões, vegetais frescos, e sementes de girassol; pães; além da sagrada água.


As luminosas comidas do Verão ou Litha.
 
Bebidas: vinho, leite,suco de frutas: suco de laranja, suco de limão; cerveja ou hidromel.
Incenso: Pinho, mirra, sálvia, Artemísia.
Óleos: Misture óleo de verbena, laranja, e de lavanda juntos para unção, coloque pétalas de malmequer num lugar central do altar, ou misture aos óleos.
Flores: girassol , flor-de-diana, flores solares amarelas com 5 pétalas, camomila, artemísia, verbena, cravo, rosas, lavanda.

Medite na LUZ!!!

Procure ver o que você pode fazer pela Natureza: reciclar lixo; usar menos carro; andar de bicicleta; caminhar...evitar desperdícios de Água, de tudo, diminuindo o consumismo...

Neste dia procure MEDITAR na LUZ e agradecer a Natureza por, apesar de nós mexermos tantos com ela, continuar a cumprir seus ritmos... a fazer o seu papel!

Para fazer a Meditação, clic:


Medite na LUZ da VIDA!
FELIZ VERÃO 2014/15 À TODOS
Nós do Hemisfério SUL.
______   ***   ______ 

Para ler "como comemorar o Inverno-Yule acesse:
http://magiadailha.blogspot.com/2010/06/comemorando-o-inverno-ou-yule-hs-e.html


Pesquisado e compilado por geni mafra souza

De meus estudos e apontamento tendo como fontes principais:
-'Wicca - A Feitiçaria Moderna', de Gerina Dunwich
-Almanaque do Pensamento 2011, ed. Pensamento.
-Almanaque Wicca-2011-ed.Pensamento/Cultrix

Principais sites de pesquisa e imagens:
www.comunidade-espiritual.com/groups
www.circulosagrado.com/cs/
www.rosanevolpatto.trd.br/fadafestas
www.geocities.com/brid_moon/sabas
 www.cdcc.usp.br/cda/...do.../estacoes-do-an
astrolog@amandacosta.com.br
http://www.apolo11.com/
br.geocities.com/.../artigo5
www.circulosagrado.com/cs/
amigadasfadas.multiply.com
meuestudo.wordpress.com
informaraprendersaber.blogspot.com/

Imagens destes e de outros sites da Net

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

* MEDITAÇÃO para fazer nos SOLSTÍCIOS - Junho ou Dezembro *

Solstícios Junho e Dezembro.

Preparação

Você pode fazer esta meditação quando a Terra está no auge do ciclo deste solstício; em 2014 no terceiro domingo de dezembro, dia 21, as 20h04min, horário de Brasília, três dias antes e três dias depois do solstício...Se conseguir formar um grupo é melhor...(quando dois ou mais estiverem reunidos...) caso contrário, faça sozinho.

As palavras, você pode escrevê-las antes para ler alto ou baixo, no momento da Meditação ou apenas pensar nelas...

Pode escrever antes o que vai falar ou Meditar.
 
Banhe-se, ponha roupas claras e folgadas, e se quiser, acenda um incenso (e se gostar também uma vela e uma música suave e baixa), sente-se numa posição confortável, ( se não consegue sentar em posição de lótus, isso não é motivo para não meditar...) como achar melhor, desde que esteja com a coluna ereta, sentado e não deitado.

Diversas formas de sentar pra Meditar...

A Meditação

Comece prestando atenção na sua RESPIRAÇÃO. Inspire e expire diversas vezes calmamente. Quando estiver calmo e pronto pode iniciar a ler ou pensar nas palavras...


A Meditação nos faz Transcender.
Eu Sou Amor … Eu Sou Luz …
Eu Sou Paz …Eu Sou Harmonia …
Eu Sou Compaixão … Eu Sou Perdão …
Eu Sou Bondade … Eu Sou Misericórdia …
Eu Sou Cura … Eu Sou Alegria …

Impregnando todo o vosso ser, com todo o espectro de forma-pensamentos e de sentimentos que cada uma dessas chaves sagrada evocam em você.

A Meditação é capaz de nos Elevar.
 
A seguir o mantra que você também fala ou pensa:

EU SOU FELICIDADE...

E repita mentalmente ou em voz alta, tantas vezes quanto for necessário, para sentir que impregnaram a totalidade do vosso ser com a compreensão e o reconhecimento completo desta Realidade inquestionável.

Sou LUZ, Sou PAZ, Sou CURA

Para aprofundarem a vossa compreensão sobre alguns aspectos do que é verdadeiramente a Felicidade, oferecemos a afirmação a seguir para ativar esse processo em vós que talvez as palavras não consigam descrever ...

Sou ALEGRIA, Sou FELICIDADE

“Estou derretendo a partir do interior, fundindo-me com a perfeita expressão da Graça que Eu Sou, rendendo-me ao fluxo esplendoroso do Amor que permeia cada aspecto simples da totalidade do meu ser, elevando-me até ao auge da Unidade absoluta pois que todo o sentido residual de separação de Tudo o Que É desaparece, encantado com a felicidade infinita que me invade.

Sou COMPAIXÃO, Sou MISERICÓRDIA

Estou profundamente comovido pela beleza indescritível que brilha das profundezas da minha alma e profundamente em paz, em serenidade contemplativa e absolutamente calma, como se o Universo inteiro estivesse a sustentar a respiração para me ajudar a permanecer centrada neste momento sagrado de êxtase gracioso.

Sou AMOR,  Sou PERDÃO
Ser Felicidade, partilhar Felicidade com Todos, receber Felicidade de Todos é o ato de Amor máximo; é a ação transcendente do Amor, porque nada em todo o Universo permanece sem ser afetado por esta experiência sublime que irradia através de mim até ao infinito.

Sou HARMONIA, Sou BONDADE

As palavras e os conceitos apenas tocam fugazmente a periferia, mal aludindo à santidade insondável que realmente é ser Felicidade. Somente o Homem que foi cego durante toda a sua vida e a quem, subitamente, num dia de sol esplendoroso, foi dada a Felicidade de ver o lugar mais belo da Terra, pode perceber como é alcançar um estado perfeito de Felicidade Cósmica. Mas na Verdade, cada alma é dotada da mesma dádiva de Felicidade e tem apenas de render-se ao Amor para alcançá-la.”

(Isto tudo também pode ser copiado para ser lido ou apenas pensado...)

Finalmente, quando te sentires pronto para regressar à tua existência normal de todos os dias, podes concluir esta meditação lendo o seguinte, alto ou dentro do santuário sagrado da tua alma

Sou uma Centelha DIVINA do Infinito

Eu sou uma alma
Uma centelha divina do Infinito
Que deu nascimento a este Universo.

Eu recordo Quem sou
E sirvo o Grande Propósito da Vida
Como Um com Tudo o Que é.

Vim aqui com muitas outras almas
Para ajudar na expansão da Luz
Neste vivo planeta Terra.

Eu aceito deixar o Amor
Ser o farol orientador da minha vida
E irradiar o Seu brilho em todos os momentos.

Eu sou uma alma
E o único propósito da minha existência
É ser Tudo o Que Sou.

Assim seja.

Eu Aceito deixar o AMOR Ser o
FAROL da Minha Vida


E usa o acima mencionado tantas vezes quanto necessário para recordar e reafirmar Quem Tu És.
*É melhor Meditar todos os dias 5 minutos do que uma vez por semana meia-hora.
_____   ***   _____

Pesquisado e compilado por Geni Mafra Souza
Dos Meus estudos como terapeuta de EMF e de Renascimento

Fonte da NET:
http://www.earthrainbownetwork.com/FocusArchives/June212010Meditation.htm
jonasabramelin.wordpress.com/.../meditacao-do-solsticio-decimo-pri...