quarta-feira, 16 de março de 2016

São JORGE da Cappadócia - O Santo Guerreiro


23 de Abril- JORGE da Cappadócia

São Jorge (275 - 23 de abril de 303) foi, de acordo com a tradição, soldado romano no exército do imperador Diocleciano, venerado como mártir cristão. São Jorge é um dos santos mais conhecidos e venerados no cristianismo, tanto na Igreja Católica Romana e na Igreja Ortodoxa como também na Comunhão Anglicana. Também é venerado em diversos cultos das religiões afro-brasileiras, onde é sincretizado na forma de Ogum ou de Oxóssi, conforme a região.

Jorge - o Guerreiro.

É o santo padroeiro, ou é honrado ou ainda está nas bandeiras, em diversas partes do mundo: Inglaterra, Portugal, França, Alemanha, na Gálias, Geórgia, Catalunha, Grécia, Lituânia, da cidade de Moscou. Na Itália, era padroeiro da cidade de Gênova; e, extra-oficialmente, no Brasil, da cidade do Rio de Janeiro (título oficialmente atribuído a São Sebastião.)


Cappadócia no "coração" da Turquia.

Parece ter nascido na Cappadócia, hoje região localizada apenas no centro da Turquia, na segunda metade do século III.  Seu pai, embora rico agricultor parece ter sido também um soldado da alta corte; que morreu deixando-o ainda criança. Jorge vai com a mãe para a terra natal desta: a Palestina. Como tinha muitos bens, sua mãe o educou com esmero, dentro da religião cristã.

A enigmática Cappadócia.

Na adolescência, Jorge entrou para a carreira das armas e logo foi promovido a capitão do exército romano devido a sua dedicação e habilidade - qualidades que levaram o imperador, Diocleciano, a lhe conferir o título de Conde da Capadócia. Aos 23 anos passou a residir na corte imperial em Nicomédia (Ásia Menor) atualmente conhecida como Izmit, na Turquia, que se encontra a aproximadamente 100 km de Istambul (antiga Constantinopla), e tem hoje, pouco mais de 200 mil habitantes.

Jorge - o Conde da Cappadócia.

O perverso Diocleciano, que perseguia implacavelmente os cristãos e já tinha feito muitos mártires, mandou chamar todos os governadores e procuradores do Oriente e outras partes. Estando junto com os senadores, manifestou a crueldade que tinha contra os cristãos dizendo: “...ponde todas as forças para lançar fora de todo o meu império a religião dos cristãos, e eu vos favorecerei com todo o meu poder".

Jorge - o guerreiro de Cristo.

No dia que o senado confirmou as leis contra os cristãos, Jorge se levanta contra, falando abertamente de sua Fé Cristã. Segue-se a isso um longo e cruel martírio, onde Jorge mostrou-se tão inflexível que a própria mulher do imperador e a filha, também converteram-se ao cristianismo. Esta teria sido a última gota, que fez com que Diocleciano mandasse degolar, não só Jorge, mas também entre muitos outros cristãos. Há uma tradição que aponta o ano 303 como ano da sua morte.

Constantino - O Imperador Cristão

Mais tarde, os restos mortais de São Jorge foram transportados para Lida (Lydda, em latim) ou Dióspolis (atual Lod, entre Tel-Aviv e Jerusalém) como a sede da veneração de São Jorge e lugar de repouso de seus restos mortais, cidade em que vivera em criança. Lá ele foi sepultado, e mais tarde o imperador cristão Constantino - que depois de vários imperadores anti-cristãos converteu-se e ao Império à religião cristã -  mandou erguer suntuoso oratório onde se encontram suas relíquias, aberto aos fiéis, para que a devoção ao santo fosse espalhada por todo o Oriente.

Túmulo com as Relíquias de São Jorge.

O culto a São Jorge vem do século 4 dC.e se espalhou por todo o mundo, principalmente durante a Idade Média. No século XII, a arte, literatura e a religiosidade popular representam São Jorge, como soldado das cruzadas com manto e armadura com cruz vermelha, sobre um cavalo branco, com lança em punho, vencendo um dragão. São Jorge é o cavaleiro da cruz que derrota o dragão do mal, da dominação e exclusão.

Para alguns historiadores, a lenda do dragão pode ter vindo da mitologia germânica, que tinha Sigurd como um caçador de dragões, e que foi sincretizado pela tradição cristã como São Jorge, como forma de combater o paganismo.

São Jorge no seu cavalo branco.

Assim, as artes divulgaram amplamente a imagem do santo. Em Paris, no Museu do Louvre, há um quadro famoso de Rafael (1483-1520), intitulado "São Jorge vencedor do Dragão". Na Itália, existem diversos quadros célebres; um deles está em Veneza, de autoria do pintor Carpaccio (1450-1525) e outro, não menos notável, pintado por Donatello (1386-1466). A imagem brasileira de São Jorge seria, possivelmente, de autoria de Martinelli.


São Jorge por Carpaccio - Veneza.

No Brasil o culto a São Jorge chegou com os portugueses e sua imagem e representação saiam em procissão junto com as comemorações do “Corpus Christi”.

A Primeira procissão do Corpo de Deus foi realizada na Bahia em 1549 trazendo o “Santo mártir” à moda de Lisboa.

"Corpus Christi" Debret séc. XVIII

Em Vila Rica (hoje Ouro Preto, MG) no século XVIII, a Imagem de São Jorge esculpida por Aleijadinho, saía escoltada por quatro estribeiros. No Rio de Janeiro imperial, o desfile de São Jorge provocava tamanho impacto no dia do Santíssimo que se tornara por si só um acontecimento.


São Jorge do "Aleijadinho" Museu de Ouro Preto.

 O time de futebol do Corínthias ( SP - Brasil ) também contribuiu muito à sua popularização, quando em 1910 escolheu o santo como seu padroeiro. O mesmo pode dizer da escola de Samba Império Serrano ( RJ- Brasil ).

 A ligação de São Jorge com a lua é algo puramente brasileiro, com forte influência da cultura africana. A tradição diz que as manchas apresentadas pela lua representam o milagroso santo, seu cavalo e sua espada pronto para defender aqueles que buscam sua ajuda.

São Jorge e a Lua ( no Brasil )

Hoje, São Jorge é o santo mais popular do Brasil, cantado em versos e prosas, por todas as idades, profissões e classes sociais. É cultuado por diversas religiões através de imagens produzidas em esculturas, quadros, medalhas, camisetas, cartazes, músicas, e até em tatuagens ( é o santo mais tatuado no Brasil ).

São Jorge - o santo mais popular do Brasil.

Os devotos de São Jorge acreditam na intercessão do santo contra os males do mundo. Para os fiéis, ele é o protetor e defensor na luta contra as tentações, mesmo nos momentos mais difíceis.

Imagem de São Jorge 
em igreja de Estocolmo.

São Jorge sempre esteve entre os maiores santos da igreja católica. Inúmeras são as lendas em torno de seu nome. As igrejas e mosteiros, bem como a devoção ao santo guerreiro disseminaram-se pelo mundo; assim como muitas orações, arte e musicas de proteção, devoção, e honrando o santo e mártir, glorioso São Jorge, que com sua Fé e Conduta, converteu milhares ao cristianismo.
_____   ***   _____

Se quiser ler as setes mais Poderosas Orações para São Jorge, clic:
http://magiadailha.blogspot.com.br/2012/04/oracoes-poderosas-sao-jorge-guerreiro.html
Pesquisado e Compilado por Geni Mafra Souza
Fontes:
Manual da Paróquia - Compilado por Mons. Leovigildo Franca, VI edição, editora Vozes Ltda, Rio de Janeiro, 1959.
Revista e “santinhos”, católicas; calendários cristãos.

Da Net:
pt.wikipedia.org/wiki/São_Jorge
gloriososaojorge.blogspot.com
www.saojorgemartir.com.br/sao_jorge/hist_sj.php
www.fundacaonazare.com.br/voz/ler.php?edicao=99&id=3187
www.hermesfernandes.com/.../verdadeira-historia-de-sao-jorge.html
jeffcelophane.wordpress.com/2011/04/23/sao-jorge-do-brasil/
www.igrejadesaojorge.com.br/vidamorte.html
www.saojorge.net/sj.htm
www.oracoes.info/SaoJorge03.html
pt.fantasia.wikia.com/wiki/São_Jorge

Imagens deste e outros sites da Net

4 comentários:

  1. existia dragão naquele tempo

    ResponderExcluir
  2. Olá vc,

    O dragão ai representa uma metáfora ao mal.
    Abçs de PAZ, LUZ e ALEGRIA dos Santos Seres!
    Gení

    ResponderExcluir
  3. Adorei ter encontrado seu blog! parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Olá Patrícia,

    Grata pelo acesso ao MAGIA da ILHA e pelo comentário!
    Fico feliz com sua visita. Apareça outras vezes, será sempre um prazer! Paz, Luz e Alegrias para você.
    Abçs fraternos
    Gení

    ResponderExcluir